Marouane Fellaini considera que o facto de não ter sido apontado a dedo por Mourinho no final do jogo com o Everton, no qual o médio belga cometeu uma grande penalidade nos instantes finais que ditou o empate a uma bola em Goodison Park, diz muito da personalidade do treinador português.

Mourinho podia ter-me matado mas defendeu-me e protegeu-me, e isso é algo que nunca esquecerei. Ele deve ter sentido raiva depois do penalty que cometi no jogo com o Everton, mas não me disse nada no balneário, contou o jogador de 29 anos, em declarações à revista Sport/Foot.

Mourinho é boa pessoa se trabalharmos com afinco, não nos deixa cair. Tem uma grande personalidade e é respeitado por quem o rodeia. Tenho uma boa relação com ele, sublinhou Fellaini.

Procedência: A Bola

0 comentários:

Enviar um comentário

 
Subir