Music On com Godzila Do Game: "Animador, muitos olham esse nome num grau de inferioridade, mas pra mim não é"

Como fecho da edição de Outubro do Music On "O Seu Programa De Entrevista",  convidamos mais um dos bons fazedores da música angolana, Luis Alfredo Rodrigues, conhecido artisticamente por Godzila Do Game, autor de sucessos nacionais onde o mais destacado, "Todos Cornos Estão Andar Juntos".

Introdução ao mercado musical...

Diferente de muitos, o autor do hit atrás mencionado, King Pelotão, também como é tratado, a sua introdução ao mundo musical de princípio não teve como influência um outro artista, mas sim tudo pelo sentimento a partir dos seus 14 anos de idade a essa arte que hoje faz parte da sua vida. Já dentro desta arte que muito é consumida pelo público angolano, seguiu como influência outros fazedores para melhor aperfeiçoar a sua sonoridade.

Acrescentou o nosso convidado, que tal como muitos demais artistas, a sua introdução não teve uma aceitação estável e sim difícil. Tudo isto, pelo facto de não ser comum na sua família e comunidade a aparição de um artista fazedor música.


Godzila Do Game, além de ser marcante a sua presença como artista, a sua personalidade é alvo de uma cicatriz no rosto que não passa por despercebida por parte dos fãs e apreciadores do seu trabalho. Por motivos de perguntas constantes por parte de todos amantes do seu trabalho, pela Musicomania News, foi questionado sobre a verdadeira origem da mesma, se por acaso há uma directa ligação com a sua carreira musical.

Em resposta, o nosso convidado afirmou que sim, a cicatriz no seu rosto representa a inveja vivida durante a sua carreira musical.
Para mim a cicatriz representa, nada mais nada menos que a inveja, por outro lado, luta. A luta, não no sentido em entrarmos em confusão com outra pessoa, luta de vida. Pelos passos que nós marcamos não vai ser tudo bobera (fácil), vai ser sempre algo muito duro.
                                                                                                                                           Eu sempre tive um espírito diferente de muitos que estavam perto de mim, tive sempre um espírito de trabalho, sonhava sempre muito alto, eu sabia que tinha que continuar a trabalhar, então as pessoas me viam com inveja porque eu tinha uma imaginação mais a frente do que eles. Eles tinham de procurar uma forma de impedir, e quando chega um momento oportuno, pequena intriga e de repente essa pessoa ataca-te do jeito que ele queria, surgiu isso.
Sendo habitual ouvirmos o nome Pelotão, procurarmos saber o que é realmente, onde em resposta, o nosso convidado disse ser uma família, união de todos que fazem alguma coisa em pro do desenvolvimento de vida de cada um. 

Ainda acrescentou o nosso convidado, Pelotão, não só é um conjunto de artistas, mas sim constituído por pessoas de diferentes funções na sociedade.

Sobre aparição e estado, do anonimato para estrelato no mercado...

Em relação a isso, Godzila Do Game, disse não estar surpreendido com o que vem encarando durante a caminhada desta nova fase da sua carreira, tudo porque já presumia o acontecimento, reconhecimento actual.

"Muitas coisas que estão acontecer, eu já sabia que deveriam acontecer. Eu olho o mercado na normalidade e já sei que daqui a pouco Godzila, pode bater ou não bater... Sou um tipo de pessoa que vive preparado pra situações."

Acrescentou o convidado que, em relação a sua saída do anonimato para o estrelato, não exigiu tantas mudanças, mas sim, apenas melhorar o trabalho, multiplicar a transparência e o respeito já obtido anteriormente. Ainda questionado, adiantou, a sua carreira não ter atingido a sua vida pessoal, felizmente.

Para muitos um Kudurista, mas para alguns o artista que hoje é um dos queridos para os ouvintes da música angolana, é oriundo de uma linha musical que para muitos é sempre levado ao nível de inferioridade, animação. Diante desse conceito, em conversa com Godzila Do Game, questionamos sobre a sua verdadeira essência musical, onde o mesmo não hesitou e firmemente afirmou ser um animador. 
Eu desde então fui um Mestre de Cerimónia, tranco pessoas para ouvirem o que vou dizer. A informação pode vir como audio, vídeo ou livro, o animador é informador e eu sou informante... Quando entro na arte musical a primeira animação que eu fiz " Minha Avó Já Disse" e a primeira que me lançou "A Moto Não Tá Pegar" foi num instrumental de Kuduro, por isso me caracterizaram como Kudurista. Mas em contrapartida, sou mesmo animador, porque consigo meter a minha informação em qualquer tipo de beat.

Em conversa sobre o estilo que o identifica, Godzila Do Game aproveitou o momento e motivou os demais animadores contando o que realmente tem ganhado por via dele.

Eu sou um animador como todos, só acho que estou num nível distante a alguns. Esse nível todos podem atingir por causa do trabalho, procurem mais trabalhar, não importa se é animador ou não animador, disse.

"Animador, muitos olham esse nome num grau de inferioridade, mas pra mim não é inferioridade por causa da animação sustento a minha família e dou de comer, acrescentou."



Actualmente Godzila Do Game é um dos artistas nacionais que faz parte da Clé Entretenimento, ganho obtido por meio do trabalho que mostrou nos últimos meses.

Sobre a sua introdução a empresa musical acima citada, o nosso convidado esclareceu que apesar da força e sucesso já tido, faltava o respeito e estatuto, buzz, algo que nos últimos meses finalmente foi adquirido graças a Clé Entretenimento.

Se tivesse hipóteses de...

Como integrante e apreciador, o artista em questão não passou da nossa pergunta habitual, "Se Tivesse Hipóteses De", o que mudaria no mercado musical angolano. Respondendo, King Pelotão, disse que mudaria o modo como as pessoas acreditam aos artistas em relação o seu talento.

Para si, o negativo é as pessoas só acreditarem em ti quando já tens sucesso, e se assim tivesse hipótese, mudaria a forma de pensar.

Projectos...

Sobrevivente, é a obra EP do nosso convidado que já está pronto a finalizar, sem data de lançamento pronunciada, apenas garantiu a diversidade musical que nela consta.


Click e ouve a entrevista online...


Sem comentários